O ''MEIO A MEIO'' DO PT PERNAMBUCANO - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

O ''MEIO A MEIO'' DO PT PERNAMBUCANO

Nos 16 municípios do Estado em que houve disputa, os grupos de Teresa Leitão e Bruno Ribeiro elegeram sete presidentes cada um, mostrando divisão de forças.



O acordo fechado entre os petistas no Processo de Eleições Direta (PED) no Estado não foi o único indicador da nova divisão de força do partido em Pernambuco. O resultado das urnas nos municípios mostra mais igualdade entre os representantes de cada corrente do partido, sobretudo dos dois principais grupos, representados na disputa estadual por Teresa Leitão e Bruno Ribeiro.Nas 16 cidades onde ocorreram disputas entre as duas alas, os postulantes apoiados pela deputada estadual e pelo representante da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB) elegeram o mesmo número de presidentes municipais. Os postulantes apoiados pela parlamentar venceram em sete municípios, mesmo número de representantes eleitos com o apoio da CNB. Nas cidades de Olinda e Caruaru, os grupos decidiram fazer o mesmo acordo feito na presidência estadual.
Em Olinda, Iolanda Silva, apoiada por Bruno Ribeiro, vai cumprir o mandato da presidência municipal por dois anos e meio, enquanto Miguel Pacífico, do grupo de Teresa, assume faltando um ano e meio para o fim do mandato. A diferença no tempo de permanência na presidência se deu porque Iolanda teve mais votos do que Pacífico, que por enquanto ficará na vice-presidência.
Já em Caruaru, o presidente Adilson Lira foi eleito numa chapa única, que contou com apoio da CNB. Ele é do grupo político do presidente municipal do Recife, Oscar Barreto, que apoiou a candidata Teresa Leitão. O dirigente vai presidir o partido durante os quatros anos previstos para a gestão.
Os postulantes apoiados pela deputada venceram no Recife, Camaragibe, Igarassu, Ipojuca, Itamaracá, Jaboatão dos Guararapes e São João. Já os vitoriosos da CNB vão comandar as presidências municipais do PT em Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Paulista, Passira, Petrolina e Santa Cruz e Vitória de Santo Antão.
Na maioria das cidades pernambucanas em que houve o PED, as chapas foram únicas e grande parte teve o apoio dos dois principais grupos políticos do PT. A princípio, o PED seria realizado em 168 cidades, de acordo com Teresa Leitão. No entanto, já que alguns municípios tinham problemas locais, o processo só foi realizado em 115. Onde não houve eleição, serão formadas comissões provisórias.
Em duas cidades onde não houve consenso, a eleição foi para o segundo turno. Nas localidades, os candidatos apoiados pela CNB foram vitoriosos. No Cabo, quem venceu foi Roselane Dário, e em Abreu e Lima o eleito foi Elizeu Coelho.
A maior vitória da deputada foi no Recife, onde o atual presidente Oscar Barreto foi eleito pela sexta vez como dirigente do partido. Teresa e Bruno Ribeiro – este apoiado pelo senador Humberto Costa (CNB) e pelo deputado federal João Paulo (AE) – tiveram uma votação apertada em todo o Estado. A diferença entre a deputada e o advogado foi de 58 votos. O PT cogitou fazer o segundo turno.
Faltando três dias para a data marcada para a segundo etapa, as principais lideranças do partido – pressionadas pelo PT nacional – se reuniram e decidiram que o mandato seria dividido por Teresa e Bruno.

Via:JC ONILE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner