Crateras põem moradores em risco em Paulista e Abreu e Lima - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

terça-feira, 28 de junho de 2011

Crateras põem moradores em risco em Paulista e Abreu e Lima


Em Abreu e Lima, prefeitura precisa enviar documentação ao governo para captar recursos para a obra

Moradores de duas comunidades na Região Metropolitana do Recife vivem ameaçados por crateras. Em Abreu e Lima (fotos 1 e 2), o buraco gigante ameaça escola e casas na comunidade de Caetés I. Já em Paulista (fotos 4 a 7), o problema afeta carros e pedestres. O NETV mostrou o problema em Caetés pela primeira vez no dia 4 de maio.

Na rua 8 da Vila Militar, em Abreu e Lima, três casas foram interditadas, assim como o muro da escola. Uma casa caiu. Os moradores dizem que o problema começou por causa de um cano da rede de esgoto da Compesa: a água deixou a terra fofa e acelerou o processo de erosão. Uma equipe da Compesa foi ao local e negou que a companhia tenha qualquer responsabilidade no caso.  “A tendência é a cratera aumentar. Já se foram dois anos e não tomaram nenhuma providência”, conta a autônoma Elisângela da Silva Figueiredo, que tirou o filho da escola com medo que o muro caísse e o machucasse.

Segundo os moradores, a Defesa Civil esteve no local fazendo uma vistoria. A secretária de obras de Abreu e lima, Ceci França (foto 3) disse que o projeto ainda espera análise da Associação de Planejamento e Pesquisa do Estado de Pernambuco (Fidem) sobre um projeto que prevê a obra de construção da encosta e recuperação da rua. “Há dez meses estamos com um projeto na Fidem esperando recursos do Governo estadual. É uma obra de grande porte, com custo de R$ 800 mil reais, que a prefeitura não tem recurso próprio para executar”, conta a secretária de Obras e Defesa Civil de Abreu e Lima Ceci França. A secretária também explicou que todas as medidas preventivas foram tomadas: a parte comprometida da escola foi interditada e algumas famílias já estão recebendo o auxílio moradia.

A obra é de responsabilidade da Prefeitura com recursos do Governo do Estado. A Fidem explicou que o muro de arrimo em pedra está orçado em R$ 401.833 e que, para liberar o dinheiro, depende que a Prefeitura encaminhe a certidão negativa da Controladoria Geral do Estado. A Fidem diz que a Prefeitura ainda não encaminhou esse documento. 

PAULISTA
Em Paulista, a cratera que é motivo de preocupação fica às margens da PE-15, no cruzamento com a rua Marechal Deodoro, próximo à Vila Torres Galvão, no sentido Olinda-Paulista. Um lugar de trânsito intenso – além dos carros, pedestres passam pelo trecho a todo momento. Para sinalizar o perigo, a comunidade colocou galhos no buraco para evitar que um carro ou uma pessoa caia aí dentro. A quantidade de lixo na cratera indica que ela é antiga. Os moradores contaram que foi aberta há quatro meses. Ainda há outro risco: ao lado do buraco, uma boca de lobo sem tampa. A Prefeitura de paulista prometeu que uma equipe vai, ainda hoje, resolver o problema.



Fonte:http://pe360graus.globo.com/noticias/cidades/meio-ambiente/2011/06/27/NWS,535275,4,77,NOTICIAS,766-CRATERAS-POEM-MORADORES-RISCO-PAULISTA-ABREU-LIMA.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner