MOTORISTAS PASSAM A SER MULTADOS POR VIDEOMONITORAMENTO EM PAULISTA

Após 15 dias de campanhas educativas, os agentes identificaram uma redução no número de infrações.
Foto: Divulgação/Prefeitura do Paulista
Após quinze dias em período de testes, o sistema de vide monitoramento do trânsito em Paulista, Região Metropolitana do Recife, entrou em operação no último final de semana. Segundo a prefeitura do município, a socialização já apresenta dados positivos quanto a redução de número de infrações cometidas pelos condutores.

Segundo a Secretaria de Mobilidade do Paulista, agentes conseguiram identificar que os condutores passaram a ter mais cautela ao trafegar nas vias do Centro e na principal do bairro de Paratibe, locais onde as fiscalizações foram implantadas.

 Para realizar tal análise, foi observado o número de infrações anotadas durante o período de testes, quando os condutores ainda não eram multados. Após a oficialização do uso dos equipamentos o número caiu quase que pela metade. Ou seja, enquanto 44 condutores desrespeitaram as leis de trânsito a cada dia durante a fase de adaptação, uma média de 24,5 infrações foram contabilizadas a cada 24 horas neste primeiro final de semana, quando os condutores passaram a receber punição.

"No período educativo, os condutores tinham ciência de que não poderiam ser multados, isso terminou levando-os a um estado de relaxamento. No instante em que os delitos começam a ser cobrados, as pessoas naturalmente ficam mais atentas, justamente para evitar as cobranças", diz o diretor de trânsito do Paulista, Renato Cândido.

Pontos de fiscalização Inicialmente, sete câmeras estão sendo utilizadas, mas existe a possibilidade do aumento desse número. "A princípio estamos contando com sete câmeras, das 16 integradas ao CIS. Mas temos a intenção de estender esse monitoramento para os outros bairros, garantindo assim uma melhor mobilidade a população”, conta Cândido.

Veja os pontos que as câmeras estão instaladas no Centro:

1 – Avenida Marechal Floriano Peixoto, em frente à Prefeitura do Paulista;
2 – Bifurcação entre as ruas Floriano Peixoto e Getúlio Vargas, em frente à Esposende;
3 – Rua Siqueira Campos (via do comércio), no cruzamento da Rua Pompeu José da Silva;
4 – Rua Siqueira Campos, no cruzamento com a Rua Coronel Alberto Lundgren (antiga Rua do Abacaxi);
5 – Rua Francisco Santiago da Costa, próximo ao Banco do Brasil;
6 – Rua Francisco Santiago da Costa, em frente à Agência do Trabalho;

Em Paratibe


7 – Avenida Lindolfo Collor, em frente à Praça da Liberdade, no acesso ao Mercado Público do bairro.

Fonte JC Online