FUNASE DE ABREU E LIMA TEM TIROS, QUEBRA-QUEBRA E TUMULTO

Funase de Abreu e LimaFoto: Rafael Furtado/Arquivo Folha
Adolescentes fizeram um motim na manhã desta terça-feira (19), no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. O tumulto entre os internos das alas 7 e 10 começou por volta das 8h30 e, ao todo, sete adolescentes ficaram feridos.

Policiais da Rádio Patrulha e do Batalhão de Guarda conseguiram conter o motim cerca de 30 minutos depois. Eles entraram no Case e usaram bombas de efeito moral, gás lacrimogêneo e realizando disparos para cima. Policiais militares do 19º Batalhão também foram encaminhados ao local.

A gravidade dos ferimentos dos sete adolescentes ainda não foi informada. No motim, os internos usaram pedaços de madeira e pedra. A confusão aconteceu no dia da posse do novo diretor da unidade. A assessoria de imprensa da Funase, porém, afirma que a contenção foi pacífica e não houve qualquer tipo de confronto. Ainda de acordo com a assessoria, os feridos foram encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarassu.

A última fuga registrada no Case de Abreu e Lima foi no último dia 30 de junho. Na ocasião, 68 adolescentes fugiram da unidade.  No dia 5 do mesmo mês, uma rebelião deixou dois adolescentes mortos. Durante o motim, os internos fizeram um buraco no muro externo da unidade e 35 deles conseguiram fugir.

Seis dias após a fuga do último dia 30 de junho, a gerente do Case de Abreu e Lima, Brenda Pitanga de Souza, foi exonerada do cargo. A unidade segue sob gestão de Wallas Ferreira de Souza Lima. 

Fonte: Folha PE