GOVERNO ANUNCIA QUE PRIORIZARÁ FAMÍLIAS DE CRIANÇAS COM MICROCEFALIA NO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA

Felipe Dana/AP/12-02-2016
Nesta quinta-feira (14), o governo federal anunciou que vai priorizar a inclusão de famílias de crianças que nasceram com microcefalia no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida.

Bruno Araújo atual ministro das cidades, anunciou a notícia durante cerimônia no Palácio do Planalto, juntamente com o presidente da República em exercício Michel Temer.

“É com satisfação que, atendendo a uma orientação do presidente da República, neste momento em que o país, e de modo especial a região nordeste, sofre com a zika e com o surto epidemiológico de microcefalia, que o Ministério das Cidades, dentro das prioridades de atendimento de acesso a este programa [Minha Casa, Minha Vida], na faixa 1, passa a estabelecer dentro das prioridades já existentes a prioridade máxima às famílias que tenham tido filhos portadores de microcefalia”, informou o ministro.

Segundo o ministro Barros as famílias que tiverem crianças com microcefalia serão dispensadas do sorteio para escolher quem será beneficiado com uma moradia. Ele disse ainda que, mesmo que a causa da microcefalia da criança não seja o vírus da zika, a família poderá ser priorizada.


Segundo o ministro das Cidades, Bruno Araújo, a medida anunciada no Palácio do Planalto valerá para as famílias que se enquadrem na chamada "Faixa 1" do programa, que atualmente prevê a renda familiar máxima de R$ 1,8 mil por mês.

Por Wellington Santana