MESMO PRONTOS, TIS DE ABREU E LIMA, PRAZERES E SANTA LUZIA NÃO FUNCIONAM

Terminal de Abreu e Lima deverá atender 21 mil passageiros por dia (Foto: Thays Estarque/G1)
A cena vista nos terminais integrados de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, Santa Luzia, na Zona Oeste do Recife, e no de Abreu e Lima, no Grande Recife, não foi de deterioração. Pelo contrário, são TI´s limpos, organizados e com uma estrutura pronta e intacta. Apenas no terminal de Prazeres não havia movimentação de obra, só um vigilante fazia a proteção e isolamento do local. Só um detalhe, nenhum deles está funcionando e, enquanto isso, a população não tem acesso às melhorias prometidas. Os terminais deveriam ter sido entregues há quase dois anos, assim como outros três terminais visitados pelo G1 e pela TV Globo, onde vários problemas foram constatados.

Terminal de Prazeres também está terminado, mas
não funciona (Foto: Thays Estarque/G1)
No TI de Prazeres, o segurança parecia não se incomodar com a nova serventia que encontraram para o local abandonado: um estacionamento. Meia dúzia de carros e algumas motos aproveitavam a “sombrinha” do que deveria ser uma área de embarque e desembarque de 25 mil passageiros diariamente. O investimento calculado para a construção do TI girou em torno dos R$ 4,4 milhões.
Há dois anos, o comerciante Willams Farias, de 52 anos, vende água no mesmo lugar. Encostado na grade de proteção do TI, ele comentou que vê de tudo. “Ninguém do governo aparece por aqui. Não vejo nenhuma movimentação há muito tempo. O que eu vejo é a agonia do povo que precisa atravessar essa pista movimentada para pegar ônibus do outro lado quando o terminal, que é colado à estação de metrô, não funciona. É triste”, contou.
Para tentar minimizar o perigo de atravessar a rua, uma faixa de pedestres foi pintada na saída da estação de metrô em direção aos pontos de ônibus do outro lado da via. Sem um semáforo para garantir a parada total dos veículos, essa até que seria uma boa ideia se a população não dependesse da boa vontade dos motoristas. “Ninguém para e o pedestre precisa se aventurar, sair correndo para conseguir atravessar a rua. É muito acidente que vemos aqui”, pondera o vendedor Francisco de Almeida, de 50 anos.
Terminal de Santa Luzia, no Recife, é outro que já deveria estar à disposição (Foto: Thays Estarque/G1)
No TI de Santa Luzia, a sensação é de que o local já poderia estar beneficiando os usuários do transporte público. Estruturas montadas, vigilantes e trabalhadores realizando a limpeza da área interna e das pichações. Mas nada. Para um dos seguranças, que preferiu não se identificar, o terminal - que deverá receber 17 mil pessoas diariamente - ficou “largado” por muito tempo.
Ele espera que agora o local seja, finalmente, inaugurado. “Chamaram todo muito e mandaram o trabalho acontecer. Eu sei sobre esses seis terminais abandonados, já passei por quase todos. Esse aqui é um paraíso comparado ao outros”, ironiza. A obra total do do terminal custou aos cofres públicos R$ 3,4 milhões.
Obras continuam no Terminal de Abreu e Lima, no Grande Recife (Foto: Thays Estarque/G1)
Construído entre a BR-101 e a PE-15, o TI de Abreu e Lima deveria atender 21 mil passageiros por dia, porém o que se vê é um canteiro de obras interminável. Assim disse um grupo de trabalhadores, que também preferiu o anonimato.

“Nunca vi isso, eles mandam fazer e a gente faz. Passa um tempo, eles mudam de ideia, dizem que o projeto estava errado e mandam derrubar. A gente derruba e constrói outro projeto. Sempre foi assim. Só penso no dinheiro que é gasto com tudo isso”, confessa o funcionário que erguia uma mureta. A construção do TI teve orçamento de R$ 15,2 milhões.
Respostas

De acordo com a Secretaria das Cidades do estado (Secid), os TIs de Santa Luzia e de Prazeres estão prontos e com inauguração prevista até o final do mês de abril. O atraso na entrega do Terminal Santa Luzia ocorreu porque foi preciso fazer ajustes por recomendação da CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos) para oferecer mais seguranças aos usuários.

Já o Terminal Prazeres teve atraso na liberação de recursos e foi preciso aguardar a liberação da sinalização externa pela Prefeitura Municipal de Jaboatão dos Guararapes. Sobre o TI de Abreu e Lima, a Secretaria das Cidades informou apenas que eles está sendo concluído e a previsão é que seja entregue ainda em abril.

Fonte: G1 PE