TERMINAIS INTEGRADOS DE ABREU E LIMA E JOANA BEZERRA ESTÃO PRONTOS E SEM USO


Eles são gigantes, imponentes e estão prontos para entrar em operação proporcionando conforto para mais de 100 mil passageiros do transporte coletivo de passageiros da Região Metropolitana do Recife. Mas não são inaugurados pelo governo de Pernambuco por causa de atrasos na execução e falta de dinheiro. Essa é a situação dos Terminais Integrados de Abreu e Lima, no norte do Grande Recife, e de Joana Bezerra, na área central da capital. Juntas, as duas unidades representam quase R$ 30 milhões de investimentos públicos, que estão à espera do início da operação há, pelo menos, um ano.

O caso do TI de Abreu e Lima é o mais emblemático, construído na bifurcação da BR-101 com a PE-15, dois importantes eixos de transporte do Sistema Estrutural Integrado (SEI), o TI deveria estar funcionando desde março de 2014. Pelo menos essa era a data oficial. Além da importância para o SEI, o terminal integra o Corredor Norte-Sul de BRT (Bus Rapid Transit), tendo função estruturadora para o sistema. Ele foi pensado para interligar os dois eixos de transporte (BR-101 e PE-15), racionalizando a operação, ou seja, reduzindo custos e desafogando terminais que estão com alta demanda na região. Por exemplo: linhas que hoje saem de Igarassu e Abreu e Lima têm que ir até o TI Pelópidas Silveira (em Paulista) por falta de opção. O mesmo acontece com linhas que saem de Paulista, nas imediações da BR-101.

Para a operação do Corredor Norte-Sul, o TI de Abreu e Lima representaria a entrada de duas linhas e atividade para mais 14 BRTs, hoje parados nas garagens do Consórcio Conorte, vencedor da licitação pública. E quem olha o TI de perto afirma: “Está pronto”. “Esse terminal está concluído. Se falta alguma coisa, é pouco, apenas finalizações. E já tem mais de ano que está assim. Passo aqui quase todos os dias e vejo. Está tudo tão pronto que nem vemos mais trabalhadores. É um absurdo não terem entregue ainda. Facilitaria a vida de muita gente”, reclama o autônomo Irandir Ferreira. Mas não há sequer previsão de quando será inaugurado. A secretaria das Cidades informou apenas que “está fechando com a empresa responsável pelas obras (EMSA – Empresa Sul Americana de Montagens S/A) uma programação para que os serviços sejam realizados.”

TI Joana Bezerra entra em operação em novembro, promete governo
A situação do TI Joana Bezerra é mais animadora, apesar de consecutivos atrasos e quase um ano de obras paralisadas por falta de recursos. Pelo menos uma data de início de operação foi prometida pelo governo de Pernambuco: primeira quinzena de novembro. O TI, um dos mais importantes do SEI por interligar as Zonas Sul e Norte do Grande Recife, também está pronto. “Falta apenas o acesso dos ônibus ao terminal, que será feito pela Prefeitura do Recife. Acertamos com o município que as obras começariam na próxima semana. Já foram resolvidas todas as pendências com desapropriações e decidimos fazer o acesso de concreto para ter mais qualidade”, garantiu Dagoberto Lira, gerente de projetos da Secretaria das Cidades. É esperar para ver.



Fonte: Blog de Olho no Trânsito