REAJUSTE DA GASOLINA PODE CHEGAR A R$ 0,20 POR LITRO PARA O CONSUMIDOR

A decisão de aumentar o preço da gasolina e do diesel foi tomada pela Petrobras na noite de terça

Foto: divulgação

A alta nos preços dos combustíveis, anunciada pela Petrobras, deverá refletir no bolso dos consumidores logo e poderá deixar a gasolina até R$ 0,20 mais cara.
De acordo com o Sincopetro (sindicato dos postos de São Paulo), a alta de 6% na gasolina e 4% no diesel nas refinarias deverá ser repassada integralmente ao cliente já a partir desta quinta-feira (1º).

Segundo José Alberto Gouveia, presidente do sindicato, além da alta anunciada pela estatal, os impostos que incidem nos combustíveis, deverão fazer com que o preço nas bombas fique até R$ 0,18 mais caro.
"Acreditamos que para o consumidor a alta deverá ficar entre R$ 0,16 e R$ 0,18. Além dos 6%, que deverão ser repassados, há a incidência do PIS/Confins e do ICMS sobre uma base de compra maior", afirmou.

A reportagem apurou, no entanto, que proprietários de postos de gasolina de São Paulo acreditam que a alta na gasolina pode chegar a R$ 0,20 por litro, já que o preço nas bombas é livre de regulação.
Mesmo com a alta, o presidente do Sincopetro descartou a possibilidade de donos de postos e distribuidoras aumentarem suas margens de lucro. Para Gouveia, na grande maioria dos estabelecimentos, o estoque, que dura entre dois ou três dias, será vendido para fazer caixa.

"Não vai haver o lucro do tipo que eu paguei mais barato, vou vender mais caro. Ninguém sabia dessa alta, ninguém se preparou. O estoque é pequeno. Então o dono do posto vai repassar a alta imediatamente, já que ou ele aumenta agora, ou ele não vai ter caixa para a próxima compra", disse.
A decisão de aumentar o preço da gasolina e do diesel foi tomada pela Petrobras na noite de terça (29) diante dos problemas de caixa da empresa após a forte alta do dólar nos últimos dias.

O reajuste é uma sinalização ao mercado de que a empresa, hoje comandada por Aldemir Bendine, tem autonomia para definir sua política de preços dos combustíveis.

Fonte: NE 10