BANCÁRIOS EM GREVE A PARTIR DESTA TERÇA-FEIRA

Depois de comunicar à Fede­­­ra­­­­ção Nacional dos Bancos (Fenaban) sobre a decisão da categoria, os bancários mantém a determinação de cruzar os braços a partir desta terça-feira (06). O comando nacional fez o comu­­­­­nicado, mas a Fenaban não apresentou novas propostas. A pauta com as reivindicações da categoria foi entregue no dia 11 de agosto, mas a proposta dos bancos não agradou à categoria.
A orientação do Sindicato dos Bancários de Pernambuco é de que as agências mantenham os autoatendimentos em funcionamento para paga­­­mentos e operações simples. “Geralmente, os funcioná­­­rios dos bancos públicos aderem 100% à greve, mas há possibilidade da não aderência por parte de alguns bancos pri­­­va­­­dos, ficando a cargo do cliente a identificação essas agências”, informou o sindica­­­to por meio da assessoria de Imprensa.
A Fenaban ofereceu 5,5% de reajuste nos salários com mais R$ 2,5 mil de abono fixo. A ca­­­te­­­­­­­­goria alega que esse aumento representa uma perda de mais de 4% em relação a inflação, que é de 9,88%, e pede reajuste salarial de 16% com piso de R$ 3.299,66. Por meio de nota, a Federação informa que a sua proposta mantém o poder de compra médio da categoria nos últimos doze meses e que, des­­­­de 2004, houve um proces­­­­­­so de aumento dos salários.
Os clientes ainda encontrarão as agências abertas hoje. A partir de amanhã, apenas os terminais de autoatendimento estarão disponíveis. Para evitar a cobrança e o envio do nome a serviços de proteção ao crédito, o Procon recomenda que o consumidor entre em contato com a empresa credora e peça opções de formas e locais para pagamento, como internet, sede da empresa e casas lotéricas.
Fonte: Folha PE