NOVENTA TONELADAS DE LIXO SÃO RECOLHIDAS DA PRAIA DE DEL CHIFRE


Noventa toneladas de lixo recolhidas em 1,5 mil sacos durante um expediente de seis horas. Esse foi o quantitativo de entulho retirado num mutirão de limpeza feito, nesta sexta-feira (22), na praia Del Chifre, em Olinda. Após denúncia da Folha, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) instaurou inquérito civil para investigar os motivos da falta de coleta na praia e recomendou à gestão municipal que iniciasse, de imediato, os serviços de coleta de lixo em toda a extensão da praia, que compreende aproximadamente dois quilômetros. Ontem, a Folha voltou ao local e acompanhou a ação, que envolveu o trabalho de 30 garis, duas caçambas e uma pá carregadeira.

Tudo foi monitorado pela Secretaria de Serviços Públicos e a Guarda Municipal. A limpeza teve início às 8h e até o fim da manhã haviam sido recolhidos 800 sacos de lixo contendo entulhos que iam de garrafas PET a móveis. Na próxima segunda-feira, a prefeitura voltará à praia para concluir a limpeza na área. A iniciativa despertou a curiosidade de alguns moradores da comunidade Ilha do Maruim, próxima à praia. “Finalmente, um mutirão desse porte aqui (em Del Chifre). O que vemos são limpezas paliativas no local, que não adiantam de nada. No outro dia, está do mesmo jeito. Seria bom que a prefeitura fosse mais atuante, até porque todo mundo da comunidade frequenta o local”, sugeriu o morador Jadson Santos, 34 anos. A dona de casa Alexiana Correia, 18, também deu outras sugestões. “Não é só limpar. A prefeitura tem que investir em ações que façam a praia voltar a ser atrativa. Hoje ela parece abandonada. Dia de domingo, eu levo a minha filha para a praia, mas é porque é o lazer mais próximo”, ressaltou.

O coordenador de projetos da Prefeitura de Olinda, Jeová Oliveira, responsável por monitorar a limpeza no local, garantiu que são feitas coletas diariamente e mutirões são realizados todas as segundas-feiras. “Reconhecemos que a sujeira é grande no trecho, mas a situação se agrava ainda mais com o lixo trazido à praia pelos rios Beberibe e Capibaribe, que desaguam em Del Chifre. Agosto, por exemplo, é o mês em que a maré está mais alta. Ou seja, mais lixo no litoral”, explicou.

De acordo com a recomendação do ministério, o município deverá enviar, dentro de 15 dias, um relatório detalhado das medidas adotadas para recolher os entulhos na praia de Del Chifre, inclusive com registros fotográficos da área. Cabe ainda à prefeitura da cidade intensificar os serviços de coleta de resíduos sólidos, especialmente no período chuvoso, a fim de evitar novo acúmulo de lixo, além de elaborar um Plano de Fiscalização e Limpeza para o lugar. Esse documento deverá ser encaminhado ao MPPE num prazo de 30 dias. Já a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) terá até 15 dias para esclarecer as bases do estudo técnico que direciona o órgão na escolha das praias de Pernambuco que devem ser monitoradas, considerando que Del Chifre não configura na lista da CPRH.

Fonte Folha PE