HOMEM MORRE AO CAIR ENQUANTO CONSERTAVA AR-CONDICIONADO DE SUPERMERCADO

Ele ainda foi atendido pelos Bombeiros e pelo Samu
Um homem identificado como Claudio Roberto Coelho Gueiros, de 57 anos, que fazia reparos no ar-condicionado do Hiper Bompreço de Casa Caiada, em Olinda, caiu de um teto de acrílico a uma altura de aproximadamente 10 metros e veio a óbito ainda no estabelecimento. O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados e tomaram algumas medidas para reanimar o rapaz, que não suportou às várias fraturas e à hemorragia interna que sofreu. O acidente ocorreu por volta das 12h desta quinta-feira (5).
Carlos trabalhava há 16 anos na empresa e estava ocupando o cargo de gerente regional de manutenção. Ele deixou a esposa e dois filhos. Em nota, a rede Walmart lamentou o incidente e se comprometeu em "colaborar com as autoridades na apuração da causa do acidente e dar toda a assistência à família". Segundo informações de testemunhas, o funcionário não utilizava equipamento de proteção individual no momento da queda.
O funcionário andava pela cobertura do supermercado à procura de defeitos na circulação de ar-condicionado. O Instituto de Medicina Legal (IML) para recolher o corpo, e o Instituto de Criminalística (IC) foi fazer a perícia no local. Por conta do acidente, a loja permanece fechada.
Em maio de 2014, um homem também caiu do telhado do mesmo estabelecimento. Na ocasião, o funcionário terceirizado passou mal durante um serviço de manutenção no teto da unidade. Ele não sofreu ferimentos graves.
Fonte Folha PE