EM PE, LISTA DA CPRH APONTA TREZE PRAIAS COMO IMPRÓPRIAS PARA BANHO - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

sábado, 24 de janeiro de 2015

EM PE, LISTA DA CPRH APONTA TREZE PRAIAS COMO IMPRÓPRIAS PARA BANHO


No litoral de Pernambuco, treze das praias com maior movimento de cidadãos e turistas são consideradas impróprias para o banho, de acordo com a classificação da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). Dentre elas, estão trechos das praias do Pina, no Recife; de Jaguaribe, em Itamaracá; do Janga, em Paulista; e de Bairro Novo, em Olinda. A classificação das praias vale de 16 a 22 de janeiro e é apontada de acordo com o relatório de balneabilidade do CPRH.
O presidente da CPRH, Paulo Teixeira, explica que o relatório, que aponta a qualidade da água quinzenalmente, é elaborado a partir de análises específicas de cada área da praia. “Monitoramos 50 pontos em todo o litoral pernambucano, procurando monitorar os que são mais vulneráveis”, explica, ressaltando que os locais escolhidos para a análise são aqueles que possuem concentração urbana e, consequentemente, recebem mais banhistas.
Paulo Teixeira destaca também os fatores que tornam impróprios alguns pontos das praias. “O esgoto é um dos grandes problemas. Mas também tem o lixo, a concentração de animais, que defecam e deixam coliformes fecais, que afetam a qualidade da água e da areia também”, aponta, destacando que programas de educação ambiental e tratamento de esgoto podem combater a situação.
A Agência Estadual de Meio Ambiente recomenda que os banhistas mantenham pelo menos 100m de distância dos pontos classificados como impróprios. Paulo Teixeira destaca que as pessoas que tiverem um contato primário com a água e areia desses trechos podem ter problemas intestinais e doenças de pele, mas a classificação funciona como um alerta. "É para que o cidadão pernambucano e o turista evitem aquele ponto. Mas não significa que se ele for para aquele local ele vá ter algum problema de saúde", ressalta.
Ainda de acordo com Teixeira, a avaliação do litoral é realizada durante o ano inteiro, desde 1974. Ele explica que a CPRH coleta amostras da água de cada ponto, onde a profundidade da praia atinge 1m. “É onde se concentra a maior quantidade de banhistas”, detalha. As amostras são semanais e a análise se baseia em amostras das últimas cinco semanas de cada período.
Se após a análise das coletas for detectado que há mais de mil coliformes fecais para cada 100ml de água, num total de 20% das amostras, o trecho entra para a lista de praias impróprias naquele período, até que outra análise prove o contrário. “Não é a presença do coliforme [o que determina a classificação], mas ele é o indicador que utilizamos. Se há muitos coliformes, há também a presença de bactérias”, pontua Paulo Teixeira.
O relatório de balneabilidade do litoral está disponível para a população na página do CPRH na internet. Confira a lista de praias impróprias, de acordo com a agência, no período de 16/1 a 22/1:
>> Em Itamaracá:
Praia de Jaguaribe, em frente à Rua Santina de Barros.

>> Em Paulista:
Praia de Pau Amarelo, em frente ao Forte de Pau Amarelo,
Praia do Janga, em frente à Rua Betânia.

>> Em Olinda:
Praia de Casa Caiada, em frente à Av. Ministro Marcos Freire Nº 3861,
Praia de Bairro Novo, em frente à Av. Ministro Marcos Freire, 2039 (Quartel da PE),
Praia de Bairro Novo, em frente à Av. Min. Marcos Freire, 1387, por trás do Colégio Bairro Novo,
Praia do Farol, em frente à Rua do Farol, 334, esquina com Rua Farias Neves Sobrinho,
Praia do Carmo, em frente à Praça João Pessoa, por trás dos CORREIOS.
Praia dos Milagres, em frente à Praça dos Milagres.

>> No Recife:
Praia do Pina, em frente ao Iate Clube,
Praia do Pina, em frente à Rua Com. Morais com Eng. Antônio de Góes (Cassino Americano).

>> Em Sirinhaém:
Praia de Barra de Sirinhaém, em frente à Escola Municipal Leonildo da Silva,
Praia de Barra de Sirinhaém, em frente ao Loteamento Ondas da Barra.

Fonte G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner