EM PE, 2ª FASE DA OPERAÇÃO TREVO FECHOU 16 LOTÉRICAS, DIZ BALANÇO DA PF - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

EM PE, 2ª FASE DA OPERAÇÃO TREVO FECHOU 16 LOTÉRICAS, DIZ BALANÇO DA PF

Estabelecimentos atuavam com jogo do bicho no Grande Recife. 
Polícia Federal também apreendeu R$ 372 mil e documentos fiscais.


Dinheiro foi encontrado na casa de proprietários de loterias
fechadas (Foto: Divulgação / Polícia Federal)
O balanço divulgado na manhã desta segunda-feira (24) pela Polícia Federal informou que foram 16 os estabelecimentos comerciais fechados no Grande Recife, foram durante a segunda fase da Operação Trevo. A ação foi deflagrada na última sexta (21) pela Polícia Federal (PF) para desarticular um esquema de fraudes e lavagem de dinheiro por meio do jogo do bicho.

Segundo a PF, as bancas de loteria ofereciam o jogo ilícito na Região Metropolitana do Recife e algumas também apresentavam máquinas caça-níqueis. A PF ainda apreendeu R$ 372 mil em dinheiro e diversos documentos fiscais. Na semana passada, a Operação Trevo já havia desarticulado um esquema de fraudes e lavagem de dinheiro que atuava em 13 estados da federação por meio de jogos do bicho, montagem de máquinas caça-níqueis e comercialização irregular de títulos de capitalização.

Segundo o assessor de comunicação da Polícia Federal, Giovani Santoro, boa parte do valor e da documentação estava nas residências dos proprietários de alguns dos estabelecimentos fechados. "São notas fiscais, duplicatas e documentos que serão analisados pela Justiça", explica. Com base nessa análise e nos depoimentos dos envolvidos, a 2ª Vara Criminal de Pernambuco vai decidir se novas operações serão deflagradas ou se alguém será preso.  Na sexta-feira, o superintende regional da Polícia Federal em Pernambuco, Marcello Diniz Cordeiro, explicou que o objetivo desta fase das investigações era "obter provas para que os envolvidos possam ser condenados".
No total, a polícia cumpriu 45 mandados de busca e apreensão e 25 pedidos de condução coercitiva -- quando a ordem judicial obriga a pessoa a prestar depoimento. Os relatos foram ouvidos na sede da PF, no Bairro do Recife, e no Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais da Polícia Civil (Depatri), em Afogados. Todos os ouvidos foram liberados após o depoimento. Apenas uma pessoa foi presa durante a operação e por um motivo que não tinha relação com a lavagem de dinheiro: o porte ilegal de munição. Mesmo assim, pagou fiança e foi liberada. Dois revólveres também foram apreendidos.
A Polícia Civil e a Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) também participaram da operação, que investigou bancas lotéricas de 19 bairros do Recife, Olinda e Jaboatão dos Guararapes: Peixinhos, Imbiribeira, Boa Viagem, Jaboatão, São José, Ibura, Jardim Brasil I e II, Bairro Nova Olinda, Casa Caiada, Espinheiro, Macaxeira, Piedade, Afogados, Timbi, Santo Antonio, Boa Vista, Rosarinho, Casa Amarela. Ao todo, 160 policiais participaram das investigações.
Fonte G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner