DETRAN-PE PASSA A USAR EQUIPAMENTO ELETRÔNICO PARA MULTAS

Auto de Infração Eletrônico tem acesso ao Código de Trânsito Brasileiro.
Órgão acredita que uso do aparelho vai reduzir a impunidade no tráfego.


O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE) começa a usar, a partir desta terça (11), uma ferramenta eletrônica para multar os motoristas infratores. O órgão acredita que a novidade vai diminuir a impunidade no trânsito e trará uma maior eficiência e transparência no processo de notificação de condutores e veículos.
O Auto de Infração Eletrônico (ATI) funciona conectado ao banco de dados do Detran e tem acesso ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e legislações. Os agentes usam login e senha para acessar as informações do equipamento e colocar a identificação do veículo, do condutor e da infração.
"Será usado, por exemplo, em casos de avanço de sinal e ultrapassagem pelo acostamento. É um sistema muito mais seguro e rápido. Uma vantagem também é que, para os usuários que forem recorrer a multa, é possível registrar uma foto ou um áudio no próprio sistema", explicou o presidente do Detran-PE, Carlos Eduardo Casa Nova.
O sistema não permite que o agente passe de uma etapa para outra tendo informado dados errados. Segundo o Detran, isso irá evitar a impunidade, pois impede rasuras e erros que responderiam pela invalidação do auto de infração. Quem cometeu a infração também tem a possibilidade de assinar eletronicamente o auto, que é impresso com auxílio de uma impressora de bolso que compõe o kit do AIT.
O aparelho também está preparado para incorporar, nos próximos meses, o termo de recusa do bafômetro, e os autos de recolhimento de veículos e de documentação (CNH e CRLV). Assim, em breve, todos os trâmites relativos à notificação do condutor migrarão para plataforma eletrônica, aposentando o papel.
Fonte G1 PE