EXAME DE SUSPEITO DE EBOLA NO BRASIL DÁ NEGATIVO - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

domingo, 12 de outubro de 2014

EXAME DE SUSPEITO DE EBOLA NO BRASIL DÁ NEGATIVO

Confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame



O resultado do exame para diagnóstico etiológico do paciente suspeito de infecção pelo vírus ebola deu negativo. A informação foi dada na manhã deste sábado (11), pelo Ministério da Saúde. A confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame, que será coletado 48 horas após a primeira amostra. O estado de saúde do paciente é estável, não apresenta febre e está mantido em isolamento no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro.
Se o caso também for descartado como ebola no segundo exame, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado. Neste domingo (12), será colhida a segunda amostra de sangue, que também será enviada para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará, que pertence à Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde. O caso suspeito de ebola foi notificado na última quinta-feira (9), na Unidade de Pronto Atendimento Brasília, em Cascavel (PR).
Todas as medidas de biossegurança foram adotadas pelas autoridades para isolamento do paciente e investigação de todas as pessoas que tiveram contatos com ele, a fim de interromper uma possível cadeia de transmissão do vírus. Os 64 possíveis contactantes, com o resultado negativo, deixam de ser acompanhados. O homem, de 47 anos, saiu de Guiné, na África Ocidental, no dia 18 de setembro, com conexão em Marrocos, e chegou ao Brasil em 19 de setembro.
Por apresentar febre e ter vindo de um dos países com casos da doença, o caso foi classificado como suspeito. Ele continuará sendo acompanhado pelo Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ), até resolver o caso clínico. O Ministério da Saúde esclarece que adotou todos os procedimentos necessários para a interrupção de uma possível cadeia de transmissão do vírus. E adotou todos os procedimentos previstos no Regulamento Sanitário Internacional.
Fonte Folha PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner