SINDICATO DOS RODOVIÁRIOS CONFIRMA QUE NÃO HAVERÁ NOVAS PARALISAÇÕES ATÉ JULGAMENTO DE DISSÍDIO

Em coletiva realizada na sede do Sindicato dos Rodoviários, em Santo Amaro, área central do Recife, na manhã desta segunda-feira (1º), o presidente eleito do sindicato Benilson Custódio, garantiu que não haverá novas paralisações até o julgamento do dissídio coletivo, que será realizado no próximo dia 8.
Ainda de acordo com Benilson, a categoria aguardará a decisão tomada no dissídio para informar a realização de novas assembleias. Custódio afirmou, que uma nova reunião de conciliação entre patrões e rodoviários está marcada para esta terça-feira (2), ao meio-dia, na sala de sessões do tribunal pleno do TRT. Ainda há informações sobre o que será discutido na reunião, porém, de acordo com Custódio, no ultimo despacho divulgado pelo TST foi declarado que as paralisações realizadas pela Categoria não são ilegais.
DECISÃO – No último dia 21, o TST havia suspendido provisoriamente o reajuste salarial de 10% concedido aos motoristas, cobradores e fiscais de ônibus na Região Metropolitana do Recife no dia 30 de julho. A medida causou protestos e paralisações de ônibus na Região Metropolitana do Recife. Cinco dias depois, o ministro Barros Levenhagem reconsiderou a decisão e manteve o reajuste salarial concedido em decisão do Tribunal Regional do Trabalho de Pernambuco (TRT-PE).
Assim, ficam mantidos os pisos de R$ 1.765,50 para motoristas, R$ 1.141,69 para fiscais despachantes e R$ 812,13 para os cobradores. A decisão também inclui o tíquete-alimentação, diárias, auxílio-funeral e indenização por morte ou invalidez, restringindo o reajuste a 6% até pronunciamento definitivo da Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) do TST.
Do JC Trânsito