EDUARDO CAMPOS MORRE EM ACIDENTE DE AVIÃO

Candidato estava indo para um compromisso de campanha no Guarujá


Aeronave teria atingido uma academia de ginástica e três casas
O candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, morreu na manhã desta quarta-feira (13) em uma acidente áereo no bairro do Boqueirão, em Santos, São Paulo, por volta das 10h. A aeronave particular havia decolado do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao Guarujá, no litoral paulista. Era um Cessna 560XL, jato de pequeno porte, prefixo PR-AFA. O avião caiu em uma área residencial. Segundo a aeronáutica, sete pessoas - cinco passageiros e dois pilotos - estavam no avião e todas morreram. Além de Eduardo, morreram o fotógrafo oficial da campanha, Alexandre Severo, os assessores de comunicação, Carlos Percol e Pedro Valadares e Marcelo Lira.
Eduardo Henrique Accioly Campos nasceu em 1965 no Recife, no dia 10 de agosto de 1965, tendo completado 49 anos no último domingo (10). Eduardo é filho da advogada e política Ana Arraes de Alencar e do escritor Maximiano Accioly Campos. Ele é neto de Miguel Arraes de Alencar, ex-governador de Pernambuco e de Célia de Souza Leão Arraes. Miguel Arraes morreu também no dia 13 de agosto. Ele era casado com a economista e auditora do Tribunal de Contas do Estado Renata Campos, com quem teve quatro filhos: Maria Eduarda, João Henrique, Pedro Henrique e José Henrique.
Campos esteve ligado à vida política desde a vida acadêmica, quando foi formado em Economia pela Universidade de Federal de Pernambuco (UFPE), se tornando presidente do Diretório Acadêmico em 1985. Em 1986, ele participou da campanha de reeleição de Arraes ao governo de Pernambuco como chefe de gabinete. Ele exerceu cargo político pela primeira vez em 1990, quando foi eleito Deputado Estadual em Pernambuco, filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB).
Em 1994, ele foi eleito Deputado Federal por Pernambuco, se tornando secretário do governo no ano seguinte, e secretário da Fazenda em 1996. Em 1998, Campos foi reeleito Deputado Federal, sendo o mais votado de Pernambuco. Seu terceiro mandato veio em 2002. Em 2004, Campos foi nomeado Ministro da Ciência e Tecnologia, no primeiro governo Lula (PT).
Em 2005, com a morte de Miguel Arraes em 13 de agosto, Campos se tornou presidente nacional de seu partido, sendo eleito governador de Pernambuco por ele em 2006. Em 2010, Eduardo foi reeleito, com 82,4% dos votos. Em abril de 2014, Campos deixou o governo de Pernambuco para se candidatar à presidência da República, tendo Marina Silva como candidata a vice-presidente.
ACIDENTE - Segundo a FAB, quando se preparava para o pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. "Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave", diz a nota. A Aeronáutica já deu início às investigações para apurar as causas do acidente. Segundo o Corpo de Bombeiros, dez pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para atendimento na Santa Casa de Misericórdia de Santos.
Toda a área da rua Alexandre Herculano, próxima ao Canal 3 (Avendia Washington Luís), encontra-se isolada e o trânsito na região está congestionado, uma vez que muitas pessoas tentam chegar ao local. Há um forte cheiro de gás no local e, os Bombeiros temem eventuais explosões. A área é residencial. Três veículos teriam sido atingidos pela aeronave. Não há confirmação de quantas pessoas estavam no avião. Sete pessoas feridas foram levadas para a Santa Casa de Santos.

Fonte Folha PE