BACAMARTEIRO VÍTIMA DE EXPLOSÃO MORRE NO HR

Com 80% do corpo queimado, ele não resistiu aos graves ferimentos


Faleceu na manhã desta terça-feira (1º), no Hospital da Restauração, bairro do Derby, o bacamarteiro Cícero Luiz de Souza, de 59 anos. Com 80% do corpo queimado, ele não resistiu aos graves ferimentos causados por uma explosão próximo a sede do grupo Bacamarteiros de Mandacaru, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR), na noite de 23 de junho.
Na ocasião do acidente, mais quatro pessoas faziam companhia a Cícero, sendo um deles José Carlos da Silva, 44, que continua internado na unidade de saúde. De acordo com a assessoria do HR, o estado do paciente é grave. Ele está com 60% do corpo queimado e encontra-se entubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Os outros feridos, Everaldo Canuto de Lira, 39, Josefa Francisco dos Santos, 44, e Evânio Gomes da Silva, 38, já receberam alta médica.
Segundo informações, o grupo realizava atividades do tradicional folguedo popular quando uma faísca atingiu uma caixa de bacamartes e originou a explosão e as chamas que atingiram o corpo das vítimas. Por conta do alto grau de calor a que foram submetidos, partes das roupas chegaram a se desintegrar.
Fonte Folha PE