EM ABREU E LIMA, PE, POSTO DE SAÚDE INTERDITADO É TRANSFERIDO PARA ESCOLA

Atendimento à população está acontecendo de maneira improvisada.
Alguns pacientes reclamaram que não conseguiram ser atendidos.


A Unidade de Saúde da Família que fica na Rua Paraná, bairro do Fosfato, em Abreu e Lima, interditada na quarta-feira (12) após uma parte do forro do teto ter desabado, foi transferida provisoriamente para a Escola Maria de Santana, ao lado do prédio interditado. O atendimento improvisado deve continuar nos próximos dias - a previsão é de que a reforma do teto seja concluída apenas na próxima semana.
Nesta quinta (13), o local improvisado abriu às 8h com um médico e uma técnica em enfermagem. Mesmo assim, teve gente que reclamou por voltar para casa sem conseguir atendimento. "Eu vim procurar um clínico geral, mas não tinha. Ficou para segunda-feira", lamenta a dona de casa Jussara Araújo.
Segundo moradores, a USF ficou fechada por dois anos para reforma, reabrindo em outubro do ano passado. Na manhã desta quinta, era possível ver que a água que se acumula na laje pode ter sido a causa das infiltrações no forro de PVC que encharcou e desabou. Ninguém ficou ferido
No meio da manhã, o supervisor de obras da prefeitura, Álvaro Costa, visitou o posto. Ele não mostrou o local do acidente, mas explicou que uma equipe da Secretaria de Obras constatou que vai ser preciso detectar os pontos de vazamento para reformar o teto e reaplicar o PVC.
Via G1 PE