HELICÓPTERO AVALIADO EM R$ 2 MILHÕES É APREENDIDO NO RECIFE - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

HELICÓPTERO AVALIADO EM R$ 2 MILHÕES É APREENDIDO NO RECIFE

Apreensão foi realizada no Recife, quando piloto desceu para abastecer.
Proprietário da aeronave estaria envolvido em crimes no Alagoas.

Um helicóptero modelo Esquilo no valor de R$ 2 milhões foi apreendido no Aeroporto Internacional dos Guararapes na tarde de domingo (15), por volta das 14h. De acordo com a Polícia Federal, a aeronave tinha um alerta de apreensão emitido pela Polícia Federal do estado de Alagoas por pertencer a uma família envolvida em esquemas de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, falsidade ideológica, criação de empresas de fachada e ocultação de bens.
A apreensão aconteceu no momento em que o piloto e proprietário da aeronave pararam para realizar o abastecimento, no Recife. Ele vinha da Paraíba e seguiria viagem para Alagoas. Quando apresentou o plano de voo, foi impedido de retornar porque os operadores da Sala de Tráfego Aéreo e Infraero identificaram o alerta. Como não havia mandado de prisão, o dono do helicóptero assinou o documento da apreensão do equipamento e foi liberado, junto com o piloto. A aeronave vai ficar no hangar da Secretaria de Defesa Social (SDS) até seu transporte para o Aeroporto de Maceió, ainda nesta semana.
Operação
O esquema de lavagem de dinheiro em Maceió foi identificado pela Polícia Federal por causa da rápida evolução patrimonial de um empresário da capital. Como ele não havia declarado renda condizente com seus pertences, investigações foram abertas e mostraram suspeitas de falsificação de documentos, criação de empresas de fachada e a ocultação de bens, mediante a utilização de terceiras pessoas, conhecidas como “laranjas”, sendo eles membros de uma mesma família.

Em uma ação deflagrada no dia 15 de agosto, nomeada de Operação Abdalônimo, foram cumpridos quatro mandados de prisão, 24 de busca e apreensão e oito de condução coercitiva. Mais de 20 empresas foram identificadas como participantes do esquema. Foram apreendidos, ainda, carros de luxo, avião e fazendas adquiridas por enriquecimento ilícito, que movimentaram R$ 300 milhões.

Via G1 PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner