Pedro Eurico diz que pediu a retirada de cartazes no Case de Abreu e Lima para não estragar paredes


O Secretário da Criança e da Juventude de Pernambuco, Pedro Eurico, reagir às críticas feitas pelo Sindicato dos Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), segundo as quais ele mandou retirar cartazes produzidos por estudantes coladas no Centro de Atendimento Socioeducativo de Abreu e Lima. De acordo com o secretário, não houve violência na atitude, mas, sim, a preocupação com a manutenção do local.
Atitude do Secretário da Juventude revolta professores
"Determinei que os cartazes não fossem mais colados diretamente nas paredes, pois sua retirada iria estragar a pintura e poderia, inclusive, retirá-la. Fiquei surpreso ao saber da reação de professores segundo a sua publicação, pois é função do servidor zelar pelo patrimônio público", defendeu-se. "Não há prejuízo para a questão pedagógica, pois já estamos, inclusive, providenciando quadros feitos de cortiça para fixação de cartazes", completou.

Leia a carta enviada por ele ao Blog:

Caro Jamildo,

Em relação ao seu post "Atitude do Secretário da Juventude revolta professores" tenho alguns esclarecimentos

a fazer:

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Criança e da Juventude, está investindo R$ 1,2 milhão na recuperação da unidade do Centro de Atendimento Socioeducativo de Abreu e Lima para melhorar as condições de vida dos socioeducandos e dos profissionais que lá trabalham.

No último sábado (4), estive na unidade para mais uma visita de acompanhamento dos serviços que estão sendo executados. Chegando lá encontrei diversos cartazes fixados com cola nas paredes que foram recentemente pintadas.
                                                                                   
Determinei que os cartazes não fossem mais colados diretamente nas paredes, pois sua retirada iria estragar a pintura e poderia, inclusive, retirá-la.

Fiquei surpreso ao saber da reação de professores segundo a sua publicação, pois é função do servidor zelar pelo patrimônio público. Não há prejuízo para a questão pedagógica, pois já estamos, inclusive, providenciando quadros feitos de cortiça para fixação de cartazes.

Por indicação do Judiciário também estamos providenciando a retirada das cortinas e dos lençóis que dificultam a ventilação nos espaços de convivência.

Pedro Eurico
Secretário da Criança e da Juventude
Fonte:Blog do Jamildo JC