Pesquisa de alunos de escola de PE revela valor nutricional da macaíba


Uma pesquisa realizada por estudantes de uma escola pública de Abreu e Lima, no Grande Recife, mostrou que a macaíba pode ajudar na luta contra a desnutrição. O levantamento realizado por três alunas revelou que a fruta típica do Nordeste tem alto valor nutricional. O fruto possui uma composição de lipídios, proteínas e carboidratos, que podem auxiliar na complementação alimentar.
O estudo foi incentivado pela professora Albertina Dutra de Alcântara. Segundo ela, a ideia era que as alunas participassem da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, que só aceita trabalhos científicos. “Elas só descobriram detalhes sobre uma riqueza nossa, que é tão boa, tão barata, mas que muita gente nem sabe”, afirmou. O projeto das estudantes foi apresentado na feira, realizada em São Paulo, esta semana.

Segundo a estudante Elda Priscila da Silva Souza, a equipe decidiu estudar a macaíba porque a fruta também é usada como expectorante pela população. “A partir daí fizemos mais pesquisas e elas serviram para ampliar o nosso conhecimento sobre o assunto”, disse.

A também aluna Paloma Luiza de Souza França contou que o valor nutritivo do fruto ficou comprovado na pesquisa de campo. “Nós fizemos experiências com moradores de Abreu e Lima. Descobrimos que as pessoas que comem a macaíba ficam mais robustas”, ressaltou.

Um dos moradores do município que aprova o consumo da fruta é o artesão José Carlos, 52 anos. “Como macaíba desde criança. Minha mãe mandava a gente pegar macaíba desde pequeno e hoje sou um homem sadio, sem problema nem doença”, relatou.

Além desse trabalho sobre a macaíba, Pernambuco esteve representado por outros dez projetos na Feira de Ciências e Engenharia de São Paulo. Os trabalhos foram selecionados entre os mais de 1.800 inscritos em todo o País.

Fonte:G1Pe