Insegurança e medo em Abreu e Lima


Moradores e comerciantes reclamam da onda de assaltos 


Uma sombra de medo e insegurança paira sobre os comerciantes e moradores da 2ª travessa Rui Barbosa, no centro do município de Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife (RMR). Não existe dia e nem hora certa para as investidas dos criminosos, segundo a população. Na rua, existe ainda um terreno abandonado onde, segundo os moradores, é local certo para prostituição e tráfico de drogas.


Uma loja de roupas do local foi toda cercada por grades de ferro pela proprietária. Segundo ela, que não quis se identificar, o estabelecimento já sofreu duas investidas. “Todas foram nessa mesma época do ano, já perto do Natal. Eles levaram todas as roupas que tínhamos na loja. Acho que para revender”, disse ela, enfatizando que os assaltos motivaram a colocação de grades ao redor da loja. “Aqui não tem hora para assalto. Sempre acontece”, contou.

De acordo com a comerciante, os criminosos sempre chegam armados ou portando algum objeto cortante para inibir qualquer reação das vítimas. Segundo uma moradora da região, a comunidade já conhece alguns criminosos que realizam os assaltos. No entanto, ninguém procura ajuda ou denuncia por medo de sofrer represálias. “Muitos são adolescentes e não acontece nada com eles”, relatou a senhora. 

Outra moradora, que reside perto do terreno abandonado, relatou que não importa o horário, a movimentação dentro do local é intensa. “O que tem de gente usando drogas dentro do terreno não é brincadeira. É um barulho enorme. O pior é que ficamos com medo de sair de casa ou voltar tarde da noite”, contou ela, que também não quis ter o nome divulgado. “As pessoas aqui vivem sendo assaltadas. Policiamento é quase nenhum”, acrescentou.

De acordo com o comandante do 17º BPM, o tenente-coronel Haílton Araújo, a ronda policial na região é realizada das 7h às 23h, de domingo a domingo, pela viatura do Patrulha do Bairro. Além disso, existe também duas viaturas específicas para o centro da cidade. “As viaturas do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) também dão apoio à segurança na região”, informou o oficial. Para informar sobre assaltos e outros crimes que acontecem na localidade, basta entrar em contato com o núcleo: 3181.3606.
Fonte: Folha PE

2 comentários

Click here for comentários
Anônimo
admin
segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 12:24:00 BRT ×

deve sempre haver a envestrigação da policia do barro pois naquela proximidade,aproximadamente a vila sao sebastiao,crianças ficam fazendo arruaça ate altas horas da madugrada(3anos ate 12 anos)aproximadamente ate as 1 hora da madugrada,fora isso o trafego de drogas e intenso nos fim de semana e feriados.

Reply
avatar
Anônimo
admin
sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 21:07:00 BRT ×

A cidade de ABREU E LIMA está entregue as baratas,cadê a PATRÚLHA DO BAIRRO, só vejo ela parada de frente ão núcleo.

Reply
avatar