Saltadora pernambucana quer repetir os passos de Keila Costa - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

domingo, 1 de julho de 2012

Saltadora pernambucana quer repetir os passos de Keila Costa


No mesmo projeto em que surgiu Keila, Gabriela Andrade tenta seguir os passos da conterrânea famosa





A maratona na cozinha minúscula de um bar da família, lavando pratos, copos e panelas sujas, é necessária para ajudar a mãe e os quatro irmãos nas despesas da casa humilde, de apenas três cômodos, em Caetés I, em Abreu e Lima. O trabalho é apenas “um bico” enquanto o esporte ainda não lhe rende os primeiros trocados. Mas mesmo se dividindo entre os treinos improvisados no fundo da escola estadual Isaura França e a louça na piá, Gabriela Evelyn Andrade, de 18 anos, domina o ranking pernambucano do salto triplo na atualidade. E a garota tímida e de poucas palavras quer mais, quer mostrar que um raio pode sim cair duas vezes no mesmo lugar.
É que Gabriela surge como uma das principais promessas do projeto Atletas com Futuro, em Abreu e Lima, o mesmo que revelou para o mundo o talento da pernambucana Keila Costa – a única atleta brasileira classificada para as Olimpíadas de Londres no salto triplo. O que Gabriela quer é seguir os passos da conterrânea famosa.
“Lógico que Keila é um exemplo para mim e para os outros que estão começando. Uma atleta que saiu do nosso bairro, que passou pelas mesmas dificuldades que a nossa para chegar a uma Olimpíada. A história dela serve de inspiração”, comentou.
Para seguir os passos de sua fonte de inspiração, Gabriela terá que evoluir muito. Afinal, a melhor marca na carreira da menina é 11m50 – ela garante que em treinos já superou os 12m –, enquanto que Keila Costa, na mesma idade, tinha como recorde pessoal impressionantes 13m23. E as condições para elas são as mesmas: precárias. A área de treinamento é simplesmente um terreno baldio capinado, com areia inapropriada, pedras e lodo em dias de chuva.
“Infelizmente, há 20 anos, as condições aqui são as mesmas. E Keila conquistava resultados bem melhores quando tinha a idade de Gabriela e dos outros meninos. Talvez, porque ela e os outros atletas do passado fossem mais guerreiros. Os meninos de agora têm qualidade, mas estão mais preocupados em ganhar uma chance de ingressar em uma universidade. Isso também é uma coisa muito boa, mas não é o suficiente para construirmos um atleta olímpico. É preciso ter vontade”, contou o técnico Roberto Andrade, responsável pelo projeto.
Mal acabou de ouvir o técnico dizer que não via tanta vontade nos quase 150 garotos que integram o projeto Atletas com Futuro na atualidade, Gabriela foi enfática: “Eu quero ir para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. Vou treinar, me esforçar muito e fazer o possível e o impossível para estar entre as melhores atletas do mundo”, disse. “Vou mostrar pra Roberto que a gente tem vontade e ainda vou realizar o sonho dele de estar com uma atleta sua nos Jogos”, completou.

Fonte :jc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner