ABREU E LIMA / Alegria e decepção em reunião da Comissão de Expansão do IFPE - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

sexta-feira, 13 de abril de 2012

ABREU E LIMA / Alegria e decepção em reunião da Comissão de Expansão do IFPE





Boas e más notícias em mais uma reunião da Comissão de Estruturação de Expansão, realizada na tarde desta quinta (12), entre servidores do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) e representantes dos municípios contemplados com campi da instituição. O município de Abreu e Lima assinou a doação do terreno, até agora, o único, entre os seis municípios restantes contemplados, a fazê-lo. O município de Paulista foi o primeiro a formalizar a doação, dentro do prazo inicial. Já a situação de Palmares ficou ainda mais delicada. Representantes do município se retiraram no meio da reunião, sem apresentar qualquer novidade. O compromisso não cumprido seria a apresentação de uma planta da área oferecida ao Instituto. Os demais municípios correm para formalizar a doação até o dia 30 de abril.




O momento da assinatura do termo de doação foi emocionante para o secretário de Planejamento de Abreu e Lima, Carlos Cardozo dos Anjos. “Fui aluno da primeira turma do curso de Saneamento da então Escola Técnica Federal. Para mim é uma alegria que não tem limites a conquista de um campus. Trata-se de um presente de aniversário para nossa cidade, que completa 30 anos em 2012”, comemorou. A área fica no Km 22, à margem da BR 101, próxima a nova feira da cidade. Emoção de um lado, decepção do outro. A reitora do IFPE, Cláudia Sansil, lamentou a saída do representante do município de Palmares, no meio da reunião, sem apresentar qualquer justificativa. “É uma demonstração de total desinteresse pela causa da educação. Enquanto outras prefeituras batem a nossa porta para ter o privilégio de abrigar um campus do Instituto”, reclamou.




Jaboatão manteve o terreno, localizado próximo ao shopping Guararapes. Porém, há um entrave. Um canal, o quatro de outubro, corta o espaço a ser doado e compromete os limites de área mínima, definidos pelo Ministério da Educação (MEC). O município se comprometeu em realizar um estudo de viabilidade técnica e econômica de mudança do curso do canal para possibilitar a construção do campus. “O estudo topográfico já foi contratado, o que nos dará a dimensão do aterro e a viabilidade do deslocamento do canal”, disse a secretária de Desenvolvimento da Cidade, Fátima Lacerda. O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico, Jackson Rocha, ressaltou o ponto como área nobre. “É ali onde iriamos construir nosso Centro Administrativo. Já conta com total infraestrutura e atende bairros como Massangana e Prazeres”, elogiou.


A área onde será edificado o campus do IFPE em Paulista também fica em área privilegiada, na avenida Brasil, no bairro Mamanguape I, um dos maiores do município. O campus também atenderia o bairro Rio Doce, considerado uma cidade dentro de Olinda, por sua grande extensão. O local dá acesso à praia de Maria Farinha, ao bairro Pau Amarelo e ao centro de Paulista. Pequenos acertos são verificados para conclusão da doação. O município de Igarassu prevê a doação do terreno para a próxima semana. O projeto está na Câmara dos Vereadores para ser aprovado. Lá, o campus será construído no KM 01 na PE 14, no bairro Cruz de Rebouças. Uma área situada na rua Pernambuco, 14. O terreno oferecido por Olinda, localizado na rua Alcina Coelho Carvalho, passa um processo de desapropriação na justiça. A área já foi desocupada. O município do Cabo não compareceu à reunião, mas já apresentou dois espaços ao IFPE, que está decidindo em qual deles implantará o campus

Fonte: IFPE


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner