Abreu e Lima: Médicos mantém movimento apesar de retaliações - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Abreu e Lima: Médicos mantém movimento apesar de retaliações


Os médicos vinculados à Prefeitura de Abreu e Lima decidiram em assembleia geral (AGE), realizada na noite desta segunda-feira (26.12), no Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), manter firme o movimento de valorização profissional e de melhorias para a saúde apesar das retaliações sofridas pela categoria por parte da gestão municipal.
Na ocasião, os médicos relataram que foi instaurado um processo administrativo individual contra cada profissional, além disso, houve desconto indevido na folha de pagamento e também desligamentos do trabalho. O médico do município, João Seabra, explicou que prosseguir exercendo a medicina com essas condições está cada vez mais inviável. Segundo ele, a categoria chegou ao limite e não pode continuar exposta a essa situação, tampouco, permitir que a população pague o preço pelo descaso com a saúde.
O advogado da Defensoria Médica do Simepe, Vinicius Calado, recomendou que os médicos solicitassem cópia do processo administrativo e reunissem provas para comprovar que as faltas foram indevidas.  Com a documentação, o Simepe vai solicitar o ressarcimento dos valores que não foram atribuídos no contra-cheque dos médicos.
Outro ponto acordado entre os médicos durante a assembleia foi o prazo para normalizar os atendimentos no Bloco Cirúrgico da Maternidade de Abreu e Lima, segundo eles, o funcionamento voltará logo que todas as recomendações feitas pelo Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) estiverem concluídas.
O presidente do Simepe, Silvio Rodrigues, sugeriu uma reunião com os fiscais do Conselho e o corpo médico do município para esclarecimento sobre as condições adequadas para os procedimentos médicos. Ainda de acordo com ele, o sucateamento da saúde no município é só um ponto da reivindicação da categoria, que também lutam por incorporação da gratificação de evolução no salário base a partir de janeiro de 2012; enviar modelo de Plano de Cargos Carreira e Vencimentos (PCCV) para médicos, no intuito de construção da proposta conjunta com o Simepe; Regime Jurídico Único no ano de 2012.
Os médicos também decidiram manter o recolhimento dos pedidos de demissões até o dia 28 de dezembro de 2011 e, ao mesmo tempo, preparando o cronograma de reforma e resolução dos problemas no Hospital e Maternidade de Abreu e Lima (HMAL). Próxima AGE no dia 09 de Janeiro de 2012, às 19h30, no Simepe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner