Vídeos flagram cenas de Bullying em escolas da Região Metropolitana - Portal Abreu e Lima em Destaque

Notícias

Portal  Abreu e Lima em Destaque

O maior Portal de Notícias da cidade de Abreu e Lima-PE

test banner

Post Top Ad

test banner

Post Top Ad

test banner

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Vídeos flagram cenas de Bullying em escolas da Região Metropolitana


Imagens feitas em escolas de Olinda e Abreu e Lima estão sendo investigados pela Polícia Civil

Dois casos de bullying foram parar na Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente (GPCA) de Paulista, Região Metropolitana do Recife. O termo estrangeiro Bullying é uma palavra inglesa utilizada para denominar o ato de perseguir alguém por meio de agressão física, verbal ou psicológica, praticado por uma ou mais pessoas contra alguém conhecido. Imagens com as cenas de agressão foram filmadas em escolas da Região Metropolitana do Recife e estão sendo investigadas pela Polícia Civil.

Nas primeiras imagens, uma adolescente de 12 anos, estudante do quinto ano do ensino fundamental, na escola estadual Sagrado Coração de Jesus, situada no bairro de Amaro Branco, em Olinda, é agredida por colegas dentro da sala de aula. O vídeo mostra os agressores afastando as cadeiras, incentivando a violência e em seguida batendo na menina. A adolescente tentou sair da sala e não conseguiu. A professora só a ajudou quando ela conseguiu se levantar do chão, já ferida.
O pai da menina (fotos 1 a 3) está inconformado. A filha está com a perna quebrada, marcas de mordida no rosto além de arranhões e hematomas pelo corpo, disse que está inconformado. "Eu esperava que minha filha fosse lá para aprender não para ser espancada. Não vejo mais segurança na escola e fico revoltado porque a professora não ajudou", desabafa.  
Já o segundo vídeo foi gravado em Abreu e Lima, também situada na Região Metropolitana do Recife. A agressão aconteceu em outra instituição de ensino estadual, na escola Luís Rodolfo de Araújo Júnior e foi filmada por um aluno (foto 4). Nas imagens, um rapaz de 15 anos é cercado por dez estudantes que dão tapas e empurrões no adolescente. A violência só não foi maior porque alguns amigos do menino interferiram.

Segundo o pai (foto 5) do rapaz, que não quis se identificar, após as agressões a escola promoveu um reunião para tentar resolver o caso. “No mesmo dia que houve essa briga, a direção da escola fez uma reunião com os pais dos agressores e essa reunião só ocasionou em mais desavença entre as famílias”, afirma.

A secretaria de Educação do Estado informou que as diretoras das escolas Sagrado Coração de Jesus e Luiz Rodolfo de Araújo já tomaram as providências. As alunas da escola de Olinda foram separadas de sala e a conduta da professora está sendo analisada. Já no caso da escola de Abreu e Lima, a diretora pediu a transferência de todos os alunos envolvidos.

Os dois casos foram registrados na GPCA e a polícia quer que as vítimas realizem exames no IML e que depois, com a ajuda das imagens, identifiquem os agressores. De acordo com delegado titular da GPCA, Jorge Ferreira (foto 7), os adolescentes podem ser indiciados na conclusão do inquérito. “Possivelmente os adolescentes que participaram ativamente do crime responderão por lesão corporal simples, além de responder ao Ministério Público e estarem sujeitos à aplicação de pena”, explica.



Fonte:http://pe360graus.globo.com/noticias/policia/agressao/2011/08/18/NWS,537617,8,334,NOTICIAS,766-VIDEOS-FLAGRAM-CENAS-BULLYING-ESCOLAS-REGIAO-METROPOLITANA.aspx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

test banner